quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Taças de Morango


INGREDIENTES:

- 300g de morangos
- 100g de frutose
- 0,5l de natas vegetais frias

Decoração:
- 150g de chocolate branco em raspas
- 4 morangos

PREPARAÇÃO:

Numa frigideira, coloque 150g dos morangos em pedaços e junte 50g da frutose. Leve ao lume e ferva até obter a consistência de doce. Tritura bem. Reserve. Bata as natas com a restante frutose e envolva em metade do preparado anterior, já frio. Distribua parte do creme de natas por 4 taças individuais e sobreponha o doce de morango que sobrou. Em volta, coloque os restantes morangos laminados. Finalize, cobrindo com o creme de natas que sobrou. Decore com as raspas e os morangos. Sirva fresco.
Blogger Tricks

domingo, 30 de setembro de 2018

Benefícios do jejum, nas suas várias formas (prolongado, restrição calórica, periódico, intermitente)


Comer durante menos horas ao longo do dia, poderá diminuir o risco de doenças crónicas e aumentar a longevidade, de forma independente da perda de peso.
O jejum, nas suas várias formas (prolongado, restrição calórica, periódico, intermitente) é uma promissora área de investigação atual, com resultados muito promissores na prevenção e tratamento de doenças crónicas como cancro, doenças cardiovasculares, diabetes, doenças autoimunes, entre outras.
Uma dessas formas consiste em concentrar todo o consumo de alimentos numa janela temporal de 8 a 12 horas. Alguns estudos preliminares sugerem que não consumir alimentos durante um período de 12 a 16 horas poderá melhorar uma série de marcadores metabólicos.
Um estudo recente em modelo animal comparou 3 grupos: um grupo alimentava-se sempre que queria ao longo do dia; outro grupo apenas comia uma vez por dia, não diferindo nas calorias em relação ao primeiro; o terceiro grupo consumia 30% menos calorias do que os outros.
De acordo com os resultados do estudo, consumir uma refeição no dia, aumentando as horas de jejum, aumentou a longevidade e diminui o risco de doenças crónicas, de forma independente das calorias ingeridas ou tipo de dieta.
Anteriormente outro estudo em modelo animal mostrou também que consumir todas as calorias num período de 8/9 horas, comparativamente com comer sem limites de horas, esteve associado aos seguintes efeitos:
- Protege contra o aumento de peso independentemente do tipo de dieta e peso inicial;
- Reduz a inflamação;
- Melhora a tolerância à glicose e diminui a resistência à insulina;
- Melhora a homeostase de nutrientes;
- Restaura a homeostase de colesterol.
Embora existam vários estudos em animais, ainda não existem estudos suficientes realizados em humanos de forma a termos uma ideia mais clara sobre os seus efeitos e potenciais riscos, com algumas exceções:
Um estudo clínico aleatorizado que incluiu 8 homens com pré-diabetes e excesso de peso mostrou que aqueles que comeram entre as 8h e as 14h, tiveram os seguintes efeitos:
- Aumentou a sensibilidade à insulina;
- Melhorou a atividade das células beta, diminuiu a pressão arterial e o stress oxidativo;
- Diminuiu a vontade de comer à tarde;
- Pode melhorar a saúde mesmo sem haver perda de peso.
O estudo mostrou pela primeira vez que comer durante um período de 6 horas na primeira parte do dia poderá melhorar a saúde cardiometabólica e que esses efeitos são independentes da perda de peso.
Outro estudo clínico com 23 participantes com obesidade mostrou que comer entre as 10 e as 18h durante 12 semanas esteve associado a uma diminuição das calorias ingeridas, diminuição do peso corporal e diminuição da pressão arterial.
Para a prevenção de alguns cancros, comer durante menos horas por dia poderá também ser benéfico. Um estudo recente de caso-controlo incluiu 621 casos de cancro da próstata (872 controlos) e 1205 casos de cancro da mama (1321 controlos), os quais nunca trabalharam por turnos noturnos. Alguns resultados do estudo:
- Comparativamente com aqueles que dormiram logo a seguir à ceia, os participantes que dormiram 2 ou mais horas depois da ceia tiveram um risco 20% inferior de cancro da mama e da próstata (diminuição de 26% no risco de cancro da próstata e de 16% no risco de cancro da mama).
- Foram observados os mesmos efeitos naqueles que comeram a ceia antes das 21h, comparativamente com aqueles que comeram depois das 22h.
- Os efeitos protetores de um intervalo maior entre a ceia e dormir foi mais pronunciado entre aqueles que aderiram às recomendações de prevenção de cancro (diminuição de 35% no risco de ambos os cancros).
O estudo concluiu que aderir a um padrão alimentar mais diurno, especificamente fazendo a última refeição cedo, aumentando o intervalo de tempo antes de dormir, poderá estar associado a um risco inferior de cancro da mama e da próstata, reforçando a importância de se levar em consideração os ritmos circadianos nos estudos sobre dieta e cancro.
Outro estudo anterior que envolveu 2413 mulheres com um diagnóstico de cancro da mama mostrou que aquelas que ficaram menos de 13 horas sem comer durante a noite tiveram um risco 36% superior de recidiva de cancro da mama, comparado com quem ficou mais de 13 horas sem comer.
De acordo com o estudo, menos horas de jejum noturno estão associadas a níveis superiores de HbA1C e a menos horas de sono, o que poderá em parte explicar o risco de recidiva assim como aumentar o risco de diabetes, doenças cardiovasculares e outros cancros.
Embora ainda exista muita investigação para ser feita de forma a percebermos melhor os benefícios do jejum para a saúde, tudo indica que fazer jejuns intermitentes ou diminuir as horas ao longo do dia durante as quais nos alimentamos, poderá diminuir o risco de doenças crónicas e aumentar a longevidade.
By Gabriel Mateus (projeto Safira)

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Tofumelete - Omelete Vegan (Tortilha) ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀



INGREDIENTES
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
- 300 g de tofu firme
- 1 cs de açafrão em pó
- 1 cs de sal
- 1 cs de azeite
- 1 cc de curry
- 2 dentes de alho picadinhos
- Recheio da sua escolha
Para o recheio, usamos: 1 cebola picada, 1/2 xíc de PTS fina e clara (Proteína de soja texturizada) refogada com alho e shoyu, 1 tomate picado e nirá picado.
Você pode rechear como achar melhor.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

MODO DE PREPARO

Escorrer o tofu e sem retirar o excesso de água, esmagar adicionando os outros ingredientes (com exceção do recheio). Colocar todos os ingredientes, com o recheio em uma panela funda untada, mexer e moldar, passando uma espátula nas bordas para não grudar. Aguardar cerca de 3 minutos e retirar do fogo, virando em um prato.



in www.instagram.com/veganizadores

Molho Vegan




INGREDIENTES
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
- 1 cebola média cortada em meia lua
- 4 dentes de alho picados
- 1 cs de óleo de coco
- 1 cc de farinha de trigo integral
- 1/2 xíc de vinho tinto seco vegano
- 1/2 xíc de molho de tomate concentrado
- Sal e molho inglês vegano a gosto
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
MODO DE PREPARO
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Refogar a cebola e o alho. Acrescentar a farinha e mexer até dourar. Em fogo baixo, adicionar o vinho e o molho de tomate mexendo constantemente. Por fim, colocar o molho inglês e sal a gosto.



in www.instagram.com/veganizadores/

Molho de Cebola Caramelizada


Neste molho, a cebola é caramelizada com o seu próprio açúcar, processo que leva em torno de 25 minutos. É bem tranquilo de fazer e acessível, os ingredientes são fáceis de encontrar.
A caramelização confere um sabor especial e diferente ao molho, levemente agridoce! Vale a pena experimentar! Ele acompanha bem pts (“carne de soja”) e glúten (seitan)
Ingredientes:
– 1 colher (sobremesa) de creme vegetal (não muito cheia) ou azeite de oliva
– 2 cebolas médias cortadas em julienne
– 100ml de molho de soja
– 400ml de água
– 2 colheres (sopa) rasas de amido de milho
– Pimenta moída na hora à gosto
– Sal marinho, se necessário
Modo de preparo:
1. Derreta o creme vegetal em uma panela e adicione a cebola.
2. Caramelizar a cebola. Para saber o ponto, basta olhar o fundo da panela, irá se formar um fundo marrom/castanho na panela (isso não é queimado, não se preocupe). Não deixe ficar preto o fundo da panela, para isso cozinhe em fogo baixo mexendo sempre.
3. Misture a água com o shoyu, coloque uma pequena quantidade na panela, apenas para desgrudar o fundo marrom/castanho e misture bem.
4. Dissolva o amido de milho no líquido restante e adicione a panela. Deixe em fogo baixo mexendo sempre até que engrosse.
5. Verifique o tempero.
6. Sirva quente.


in chubbyvegan.net

sábado, 31 de março de 2018

Gelatina de Manga



INGREDIENTES:

- 1l de água
- 1l de polpa de manga
- 3 g de adoçante
- 1 vagem de baunilha
- 2g de alga ágar-ágar em pó

DECORAÇÃO:

- 1 manga média
- 1 ramo de hortelã

PREPARAÇÃO:

Num tacho, junte a água com a polpa, o adoçante, a vagem de baunilha e a alga. Leve ao lume e ferva por um minuto, mexendo. Retire do lume e verta numa forma canelada, passada por água fria. Deixe arrefecer e leve ao frio por duas horas. Desenforme, mergulhando a forma em água quente até 2/3 da altura. Decore com a manga em fatias finas e a hortelã.




quarta-feira, 21 de março de 2018

Salada de Bulgur com Morangos


INGREDIENTES:

- 100 g de bulgur
- 1 cebola pequena
- 1 ramo de salsa
- 100g de morangos
- Sal e pimenta
- 2 c.sopa de azeite
- 1 ramo de hortelã


PREPARAÇÃO:

Demolhe o bulgur em água fria, durante dez minutos. Depois, escorra-o bem e coloque numa tigela. Adicione a cebola e a salsa picadas. Por fim, lave bem os morangos, retire-lhes o pedúnculo e corte-os em gomos. Envolva os morangos na salada e tempere com sal, pimenta e o azeite. Calque um pouco e desenforme num prato de servir. Decore com a hortelã e sirva de seguida.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...