domingo, 18 de outubro de 2015

Pão simples ou com chouriço (...de soja, claro! :) )


Ingredientes:
1 kg de farinha sem fermento
1 saqueta de fermipan, ou outro fermento padeiro do mesmo tipo
600 ml de água ( mais ao menos, depende das farinhas, umas absorvem  mais do que outras)
Sal q.b.


Modo de preparação:
Num alguidar grande deita-se a farinha, e mistura-se com o sal, a seguir junta-se o fermento, mistura-se.
Aquece-se a água, não a ferver,  mas entre morna e quente, abre-se uma cavidade no centro da farinha e despeja-se a água. Com as pontas dos dedos, mistura-se a farinha com a água, fica grudenta parecendo com grumos, não faz mal é mesmo assim, passa-se a mão em volta das paredes do alguidar e envolve-se para dentro a farinha, se se vir que está ainda um pouco seca, vai-se pondo mais água morna, a massa fica com um aspecto húmido e peganhento mas é mesmo assim, Esta operação da mistura,( nada de amassar..) demora uns 8 minutos, dependendo do jeito. 


Depois de misturada , tapa-se a massa com um pano limpo, e por cima outro pano forte que "abafe" bem o alguidar e deixa-se levedar 1 hora. 


Liga-se então o forno a cerca de 180ºC, para ir aquecendo. 


Polvilha-se um tabuleiro com farinha, e com as mãos enfarinhadas, passam-se em volta das paredes do alguidar para descolar a massa, retiram-se porções de massa e vão-se formando bolas ( se quiser pode colocar chourição, chouriço, fiambre, o que quiser) e vão-se colocando no tabuleiro, voltam-se a tapar com o pano e deixam-se levedar mais 30 minutos. 


Depois vão ao forno por cerca de 25 a 30  minutos, convém verificar.







in receitasdapiteca.blogspot.pt

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Pão de Fermentação Lenta com Sementes



Programe o seu pão com antecedência. O ideal é deixar a noite toda fermentando e assar de manhã, ou então prepare a massa de manhã e deixe para assar quando voltar para casa. Siga as instruções abaixo e prepare o seu pãozinho delicioso, nutritivo e saudável, e saiba mais sobre o processo de fermentação lenta na descrição da receita. Vale a pena experimentar, mesmo se você não tem experiência em fazer pães, pode ter certeza que este dá super certo, e se tiver alguma dúvida pode escrever que eu ajudo.  

IMPORTANTE! O pão de fermentação lenta NÃO deve ser colocado na maquina de pão nunca! É uma massa que tem que ser manuseada com cuidado e delicadeza para manter as lindas bolhas que se formam durante a fermentação e que vão fazer com que o pão fique macio, leve, gostoso e cheio de furinhos.


INGREDIENTES
  • 2 xícaras de farinha de trigo branca
  • 2 xícaras de farinha de trigo integral
  • 1 1/2 colheres de chá de sal
  • 1 colher de chá de fermento biológico para pão
  • 2 xícaras de água na temperatura ambiente



PREPARO

Em uma vasilha de louça ou vidro coloque os ingredientes secos e misture rapidamente. Adicione a água aos poucos e misture bem até hidratar os ingredientes secos e obter uma massa uniforme.
Não é necessário bater, você apenas vai misturar os ingredientes e quando estiver homogêneo está pronto. Use uma espátula para facilitar o trabalho de misturar os ingredientes.



Empurre a espátula nos cantos da vasilha e mova a massa para ter certeza de que não ficou farinha seca no fundo. A massa nesta fase inicial é pesada, e não deve ser manipulada demais, não bata, não sove, apenas misture até obter uma massa uniforme e hidratada.




Cubra a vasilha com um filme plástico (película aderente) e deixe descansar em um lugar protegido na cozinha. Deixe a massa descansar por pelo menos 8 horas para levedar aos poucos. Neste período o fermento vai agir e tornar a massa leve e aerada, cheia de bolhas lindas. 



Passado o tempo de fermentação lenta, a massa está pronta, cresceu muito e está leve e cheia de ar, você vai notar que se formam bolhas na superfície. A consistência da massa é bem mole, não se assuste porque é assim mesmo. Veja como fica a massa depois de levedada na imagem abaixo.



Prepare tudo o que você vai precisar para modelar o pão. Em uma superfície lisa ajeite o espaço onde você vai modelar a massa. Enfarinhe bem. Eu geralmente uso uma tábua de madeira porque a minha mesa é de pedra e não dá para trabalhar massa em cima porque é em formato de azulejos. Deixe a farinha bem à mão porque você vai precisar. Unte a forma que vai colocar os pãezinhos. prepare as sementes se for utilizar. Deixe tudo pronto antes de tirar a massa do prato.

Eu usei sementes de gergelim branco e preto misturados com semente de papoila, nutritional yeast e sal do himalaia. Coloquei esta mistura em um pratinho fundo para passar na superfície dos pães. Use as sementes que você tiver em casa, pode ser chia, linhaça, ou o que você preferir.




Quando estiver com tudo pronto, enfarinhe a superfície que vai trabalhar e despeje a massa com o auxílio de uma espátula para remover bem. A massa é mole mesmo e você vai adicionar farinha nos cantos e dobrar delicadamente com a ajuda da espátula para formar uma espécie de bola. Adicione farinha quando for necessário e siga neste processo até conseguir "controlar" a massa. ão se preocupe com a quantidade de farinha que vai ser necessário colocar a mais na massa, isto não vai alterar o resultado.


Pronto, a bolinha está formada, a forma untada e enfarinhada e as sementes no pratinho para usar. Corte a massa em pedaços do tamanho que desejar e com as mãos enfarinhadas segure uma parte da massa passando a outra na mistura das sementes com a parte lisa da massa para que grude bem. Ou seja você enfarinha a mão, pega a massa e vira dentro do pratinho formando a bolinha dentro do mesmo e pressionando levemente para que as sementes grudem.


Infelizmente eu estava sozinha quando fiz os pães e tentei fazer foto deste momento. Coloquei a massa mole no prato com as sementes e depois dobrei os cantos formando uma bolinha. Ao colocar a massa em cima das sementes, as mesmas grudaram na parte de cima. Eu dobrei e formei a bolinha com as mãos enfarinhadas e coloquei direto na forma untada e enfarinhada também e ajeitei os cantinhos modelando melhor a bolinha depois de estar na forma.


Não se preocupe em fazer o pão de tamanho e formato regular e perfeito. A massa vai crescer novamente e crescendo as bolinhas ficam parelhas e bonitinhas.


Fiz 9 pães de tamanho médio. Nesta imagem você pode ver os pães prontos para crescer novamente. Eu coloquei dentro do forno elétrico desligado e deixei crescer até dobrar de volume o que foi mais ou menos 40 minutos. Este tempo pode variar dependendo da temperatura ambiente. O importante é os pães dobrarem de volume.


Os pães cresceram e dobraram de volume e estão prontos para assar. Ligue o forno em temperatura de 220C e deixe pré-aquecer. Asse por mais ou menos 30 minutos ou até que estejam dourados.


Retire do forno e coloque em uma grade para arrefecer.


Pronto, sirva os pãezinhos como preferir.



VANTAGENS DA FERMENTAÇÃO LENTA

Descobri a maravilha de fazer pão com fermentação lenta, e estou testando receitas diferentes, e adorando os resultados tanto pela facilidade de preparo como pela delicia de fazer pão saudável em casa. Quem quiser saber mais informações sobre as vantagens da fermentação lenta e saber tudo sobre pães, visite o blog Hortas orgânicas e alimentação saudável . Foi lá que eu me inspirei para fazer pães deliciosos e muito saudáveis.

O texto abaixo pertence ao site Esmeralda azul , e faz um resumo muito bom e simples de entender sobre a fermentação lenta.

"Durante as diversas horas ocorre a fermentação, permitindo que este pão tenha características que nenhum pão feito em poucos minutos pode conseguir: 
- Há a produção de álcool, ácido acético e ácido láctico que permitem a incorporação de ar na massa e que conferem sabor característico; 
- Parte do glúten existente é decomposto devido às condições que se geram por causa da fermentação lenta;
- O ácido fítico dos cereais integrais é neutralizado permitindo uma melhor absorção de minerais;
- A acidez gerada permite que as enzimas estejam mais ativas o que faz com o que o pão se aguente mais tempo fofo. Para fazer pães sem glúten esta característica pode fazer toda a diferença."

in http://blog.veganana.com.br/

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Bolachas de Amêndoa, sem Açúcar


INGREDIENTES


  • xícaras de resíduo (parte solida) de leite de amêndoas  ou outro leite vegetal
  • 1/4 xicara de óleo de coco ou creme vegetal
  • 1/2 xicara de semente de linhaça moída.
  • 1 xicara de amêndoas fatiadas
  • 1/2 xicara de farinha de aveia
  • 6  unidades de damascos demolhados por uns 15 min.
  • 6 unidades de tâmaras demolhadas por uns 15 min.
  • 1/4 xicara de amêndoas fatiadas para finalizar



PREPARO



Comece preparando as frutas secas. Em um recipiente de vidro coloque os damascos, cubra com agua e reserve. Faça a mesma coisa com as tâmaras. Deixe que as frutas secas hidratem enquanto prepara o restante dos ingredientes. Você já deverá ter o resíduo do leite de amêndoas pronto para começar esta receita. Veja a receita do leite de amêndoas a seguir.

Em uma vasilha misture o resíduo  do leite com o óleo de coco e a linhaça. Misture bem linhaça. Leve a xícara de amêndoas fatiadas ao processador e processe até obter uma farinha grossa. Acrescente esta farinha aos outros ingredientes e misture bem. Adicione a farinha de aveia.

Leve os damascos e as tâmaras que já foram previamente demolhados por uns 15 minutos mais ou menos (sem o liquido) ao processador.  Não processe muito, deixe que fiquem pequenos pedaços. Misture aos outros ingredientes. Por ultimo misture a metade das amêndoas fatiadas, deixando uma parte para colocar em cima dos cookies depois de modelados. Modele os cookies e coloque as fatias de amêndoas pressionando levemente com o dedo para que fiquem firmes entre a massa. Forre uma forma com papel vegetal e disponha os cookies. Leve ao forno médio pré-aquecido por mais ou menos uns 20 minutos.


in blog.veganana.com.br

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Bolinhos de Arroz (Vegan)


Ingredientes

1 xícara de arroz cozido (branco ou integral, tanto faz)
3 colheres (sopa) cheias de farinha de trigo
1 colher (sopa) amido de milho (ou fécula de batata, ou polvilho)
1 colher (chá) rasa de fermento em pó
Sal, pimenta-do-reino e cebola a gosto
Cheiro-verde a gosto (mais salsinha)
Água
Óleo (para fritar)

Preparo


Coloque no processador todos os ingredientes (alternativamente, utilize o liquidificador ou amasse o arroz na mão antes de colocar os outros ingredientes. Caso não queira que o bolinho fique verde, não coloque o cheiro-verde nessa etapa). Misture até que os grãos quebrem e comecem a formar uma massa. Misture todos os ingredientes. Adicione água até a massa poder ser puxada com a colher e pingar fácil (igual bolinho de arroz comum), mas mantendo o formato por alguns segundos. Aqueça o óleo a 180ºC (ponto de fritura, o suficiente para cobrir totalmente os bolinhos), passe a colher seca no óleo e vá formando os bolinhos. Frite até dourar, retirando com uma escumadeira e escorrendo em papel absorvente.
Dicas

- Caso prefira assar, deixe os bolinhos mais duros colocando menos água e formando quenelles com duas colheres, colocando em forma untada antiaderente e depois regando com um pouco de óleo. Asse em forno quente pré aquecido até dourar.
- Se desejar, você pode adicionar pedacinhos de castanhas, tofu defumado, vegetais ralados (desde que não soltem muita água), algas, condimentos ou outro complemento desejado.

Nota - Bolinho de arroz é uma receita clássica, brasileira e uma das mais simples para reaproveitar arroz pronto. O modo de fazer tradicional leva ovos a pretexto de “dar liga” mas – além de espumar na hora de fritar, absorver mais óleo do que nessa versão e toda a questão da exploração animal envolvida – é simplesmente mais fácil e económico fazer da forma mostrada. 


in vegvida.com.br

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Folhadinhos de Batata Doce e Amêndoa no forno



Ingredientes 
1 Batata Doce grande
75 gramas de miolo de Amêndoa
200 gramas de Açúcar amarelo
1 dl de Água
1 colher de café de Canela
Raspa de meio Limão
Canela para polvilhar
6 quadrados de Massa Folhada fresca


Preparação:

Descasque a batata doce, corte-a em pedaços pequenos e coza-a num tacho com água. Depois de cozida, escorra bem a batata e reduza-a a puré com o passe vite.

Num tacho pequeno, misture 1 dl de água com o açúcar e leve ao lume a ferver aproximadamente 5 minutos.

Junte o puré de batata doce e o miolo de amêndoa e leve de novo ao lume, mexendo sempre até ver bem o fundo do tacho (ponto de estrada).

Retire do lume, junte a canela e a raspa de limão e mexa bem. Deixe arrefecer.

Entretanto, forre um tabuleiro de ir ao forno com papel vegetal e estenda os 6 quadrados de massa folhada.

Coloque duas colheres de sopa de recheio em cada um, e dobre-os em triângulo, pressionando as pontas com os dedos para fechar.

Leve ao forno pré-aquecido a 200 graus cerca de 15 minutos, ou até ficarem dourados.

Retire os folhados do forno para uma travessa e polvilhe-os com canela, enquanto ainda estão quentes.

Deixe arrefecer, e estão prontos a servir!



in acozinhaverde.blogspot.pt

Batatas Rosadas com Oregãos


Ingredientes

1 kg de batatas
4 dentes de alho picados
Quanto baste de azeite
Sal, colorau e orégano a gosto

Preparo

Cozinhe as batatas ligeiramente (10-15 minutos) com a casca. Depois de cozidas, descasque a corte-as em rodelas. Coloque-as numa frigideira com azeite e alho picado. Deixe fritar polvilhando-as com sal e colorau. Vire-as para fritar do outro lado e volte a polvilhar com sal e colorau. Cuide para não queimar o alho, deixando-os apenas dourar. Retire cuidadosamente as batatas da frigideira e coloque numa travessa. Regue com o azeite que as fritou e polvilhe abundantemente com orégano.
 
in deliciasecompanhia.blogspot.com

Tofu Grelhado com Esparguete de Milho



INGREDIENTES

TOFU
- 250g Tofu
- Azeite, a gosto
- Pimentão (colorau), a gosto
- Sal grosso, a gosto
- Alho em pó, a gosto
- Pimenta preta, a gosto
 

ESPARGUETE DE MILHO
- 250g Esparguete de milho
- Água, a gosto
- Óleo de noz, a gosto
- Pimenta caiena, a gosto
- Pimenta rosa, a gosto
- Oregãos, a gosto


COMO FAZER

TOFU
Passe o tofu por água corrente e corte em fatias finas, reserve.
Num recipiente largo o suficiente, faça uma marinada com azeite, pimentão, alho em pó e sal (a marinada tem de ficar mais líquida do que espessa)
Passe as fatias de tofu pela marinada e coloque-as num outro recipiente, tempere com pimenta moída no momento. Faça o mesmo às outras fatias de tofu.
Coloque as fatias de tofu no grelhador e deixe grelhar de um lado e depois do outro.
No final pincele com o resto da marinada (se precisar faça mais um pouco).





ESPARGUETE DE MILHO
Numa panela coloque a água e sal; e leve a ferver.
Quando começar a ferver baixe a temperatura e coloque o esparguete. Afunde-o bem na água e quando estiver todo bem afundado mexa um pouco para o soltar completamente.
Deixe cozer durante 8 minutos e escorra a água* com um passador.
Passe rapidamente por água fria corrente de forma a que fique todo solto.
Tempere com óleo de noz e envolva bem para que não fique colado.
Pode ainda temperar com pimenta caiena, pimenta rosa e oregãos.

Sugestão
*A água de cozer alimentos pode ser aproveitada como água para fazer sopas, fica enriquecida com os nutrientes deixados pelos outros alimentos. Pode verter a água para um recipiente e utilizado no momento para uma sopa ou congelar a água para a utilizar noutro dia.

Por Carina Barbosa

Almôndegas de Tofu (Veganas)



Ingredientes

1 xícara de tofu
1 tomate sem pele e sem sementes
1 cebola pequena ralada
2 colheres (sopa) de salsa picadinha
1 colher (sopa) de maionese de soja
Sal a gosto
Sementes de sésamo

Preparo

Rale o tomate ou corte-o em pedacinhos pequenos. Triture o tofu. Misture todos os ingredientes e faça pequenas almôndegas. Passe-as por sementes de sésamo. Sirva-as com uma salada a seu gosto.
 
in www.saudelar.com